Evento: Lançamento Moedas Para o Barqueiro II – Vários Autores

MOEDAS PARA O BARQUEIRO II

VÁRIOS AUTORES

 

 


(clique na imagem para visualizar em tamanho maior)

Olá, como vai?

Venho através deste post formalizar o convite para o lançamento de “MOEDAS PARA O BARQUEIRO II – Contos sobre a Morte, uma antologia de contos da Andross Editora na qual eu participo com o conto “A menina“.

Não é de conhecimento geral, mas já possuo um conto publicado na antologia “Insanas: elas matam…” com o conto “Tinta Vermelho Sangue“.

Este é o segundo lançamento no qual faço parte e para o qual faço convite para que dividam comigo este momento tão bom.

Conto com a sua presença no dia 06/08 às 15HS no CHINA TRADE CENTER, localizado na RUA PAMPLONA, 518, SÃO PAULO – SP, PRÓX À ESTAÇÃO TRIANON-MASP DO METRÔ.

Nos vemos em breve.

Atenciosamente,

A menina.

Insanidade e Velho Oeste

Que a Insanas é uma antologia escrita somente por mãos femininas, agora todo mundo sabe. Que não deve se enganar pois aqui não teve espaço para textos sublimes, chick lit, conjecturas sobre o universo feminino e nem saudades da vovozinha que se foi também já foi dito… Porque aqui… Nós matamos!

E no dia 14/05, nos reunimos, para o sofrimento (ou deleite) dos mortais. E com tanta insana reunida em um só lugar, junto com os caubóis e as mocinhas de Cursed City, não teve pra ninguém.

O lançamento triplo de Cursed City, Insanas e Rei Rato no Píer 1327 foi, diga-se de passagem, um grande sucesso! Teve insanas,  caubóis e mocinhas à caráter e à paisana. E vários convidados.

Continuar lendo

Degustação Insanas

Insanas, elas matam! – Degustação do Livro

Há quase dois dias, postei sobre a antologia “Insanas” por aqui, com as capas e o material promocional. Agora, venho postar a Degustação do livro, que traz justamente o meu conto! Surpresa essa cortesia do M.D Amado e que eu adorei, principalmente porque achei a diagramação maravilhosa. Confira a Degustação ao final deste post.


A Editora Estronho pretende incentivar as vendas online, para que você possa adquirir livros de melhor qualidade e mais baratos. Com a venda direta, pelo site da editora, é possível baixar consideravelmente os preços, eliminando as altas comissões exigidas pelas distribuidoras e livrarias. Mas como comprar um livro sem saber exatamente o que vou encontrar em suas páginas? Nem sempre a sinopse é suficiente. Pois aqui você poderá baixar trechos dos livros, assim como foram impressas no papel e ler um pouco de seu conteúdo.

Fonte: Editora Estronho


Baixe o arquivo PDF com o meu conto “Tinta Vermelho Sangue“, que faz parte do livro e está com sua diagramação final.


Clique aqui para baixar o arquivo PDF

Sobre Insanas

Insanas – Várias Autoras


Insanas é uma antologia escrita somente por mãos femininas. Mas não se engane, pois aqui não terá espaço para textos sublimes, chick lit, conjecturas sobre o universo feminino e nem saudades da vovozinha que se foi. Aqui… Elas matam!

A antologia Insanas tirou dessas mulheres o que elas têm de mais cruel de dentro delas. Nem nos piores dias de TPM da sua namorada ou esposa você poderia imaginar tanta violência, descontrole e sadismo.

Prefácio: Ana Cristina Rodrigues
Autora Convidada: Suzy M. Hekamiah
Apresentando: Celly Borges e Carolina Mancini

Textos recheados de crueldade, tortura, sangue, terror, sexo, sadismo, traição, ambição extrema, morte e muito mais. Tudo fruto dessas mentes cruéis. Elas produziram as mais insanas escritas e mostraram do que são capazes. Sexo frágil? Não… Elas podem ser cruéis quando querem.

Fonte: Editora Estronho

Insanas é a primeira antologia da qual eu orgulhosamente participo com o conto “Tinta Vermelho Sangue” e mal vejo a hora de ir ao lançamento!

Quer conferir a capa aberta, quarta capa e material promocional? Clica Aqui! e para saber mais sobre a Editora Estronho e outras antologias, Clique aqui!

Pingente de Gelo

Capturando flocos de neve

 

Criança curiosa sorriu quando o inverno chegou.

E com ele, trouxe a neve até então desconhecida.

Armou-se de lã em gorro e armadura e saiu.

Olhou pro alto, branco e lindo céu,

De onde pingentes de gelo caiam.

Estendeu a língua e realizou seu sonho:

Provar o sabor dos flocos de neve.

 

Os pingentes de gelo não tinham bom gosto,

Eram apenas água congelada  e fina

E ela percebeu que a beleza estava em assistir,

Não em provar.

 

A expectativa criara nela outro gosto,

E aquele a decepcionou.

 

Tentou se mover, o frio castigava

Mas era tarde, a neve já cobria seus pés

E os prendia no chão.

 

Chorou tal qual criança assustada

E descobriu que certos encantos não se deve quebrar.